Coronavírus: como a pandemia está afetando o marketing e o branding das empresas

coronavirus capa artigo peppers branding

Estamos vivendo uma situação extremamente atípica no Brasil e no mundo: a pandemia do Novo Coronavírus.

Esta não é a primeira vez que isso acontece – em 2009, o surto de H1N1 (a gripe suína), também foi reconhecido como pandemia pela Organização Mundial da Saúde, mas desta vez o susto foi bem maior, e a gravidade da situação vista na China e, principalmente, na Itália, conseguiram colocar o mundo em estado de alerta.

Quarentena

Medidas nunca antes vistas foram tomadas por governos e empresas de todos os cantos do globo: fronteiras foram fechadas e países inteiros encontram-se sob quarentena. Aulas foram suspensas, cinemas foram fechados, shows e eventos, cancelados. De uma hora para outra, o álcool em gel tornou-se o item mais procurado da lista de compras do brasileiro.

O comércio e o mercado de trabalho receberam uma sacudida sem precedentes: as pessoas estão sendo estimuladas a ficar em casa, e o home office foi adotado em milhares de empresas que não têm familiaridade com o trabalho à distância (eu mesmo, neste momento, estou escrevendo este artigo de casa, mas isso não é nenhum bicho de sete cabeças para quem trabalha com design, marketing e comunicação).

Pode parecer exagero, mas não é. Ainda que o Novo Coronavírus seja basicamente uma gripe metida à besta, ele é extremamente contagioso – já são mais de 200 mil casos confirmados pelo mundo. Para piorar, ele é um parente próximo do vírus causador da SARS (sigla inglesa para síndrome respiratória aguda grave), e coloca em risco principalmente a vida de idosos e pessoas com doenças crônicas ou problemas respiratórios.

 Por tudo isso, evitar aglomerações de pessoas acaba sendo a forma mais eficaz de barrar o avanço do vírus. Mas é aquilo: mesmo com geral em casa, as engrenagens da sociedade precisam continuar girando. Esse distanciamento forçado rendeu uma hashtag que já está bombando nas redes sociais (#DistânciaSalva) e é claro que algumas empresas estão aproveitando o timing para driblar a crise através de criatividade, conscientização e solidariedade.

Bons exemplos

É o caso do Mercado Livre, por exemplo, que atualizou seu tradicional logotipo do aperto de mãos para algo mais coerente com a situação atual: agora o site ostenta um cumprimento de cotovelos, prática que vem se tornando comum para evitar o contato físico. Junto da novidade, chega uma campanha de consumo consciente, devidamente acompanhada de uma landing page com produz de higiene e limpeza.

Coronavírus: como a pandemia está afetando o marketing e o branding das empresas 1

Outra que entrou na onda da #DistânciaSalva foi a Havaianas, que separou um par de chinelos para ilustrar a importância da reclusão temporária. No texto, a marca sugere que reuniões familiares ou com os amigos sejam feitas digitalmente. Teve até site pornô aderindo à causa: na Itália, o Pornhub liberou acesso Premium temporário para todo mundo poder “se divertir” sem sair de casa.

A pizzaria Domino’s implementou um novo padrão de entregas, absolutamente sem contato entre o cliente e o entregador, para minimizar riscos de contágio. O Burger King, por sua vez, colocou seu presidente, Iuri Miranda, para apresentar um vídeo sobre as novas regras de saneamento adotadas pela rede de fast food, que também doará parte de sua receita para o SUS.

Coronavírus: como a pandemia está afetando o marketing e o branding das empresas 2

Mesmo empresas que vivem de levar e trazer pessoas estão estimulando seus clientes a ficarem em casa: a 99 reforça o coro da #DistânciaSalva e pede para que as pessoas fiquem em casa se puderem. Tanto ela quanto a Uber e iFood estão criando fundos para oferecer suporte a seus entregadores e motoristas, caso eles precisem deixar de trabalhar por conta da Covid-19. A AirBnb, por sua vez, retirou a taxa de cancelamento de reservas que estejam dentro do período de quarentena.

Solidariedade

No meio de tudo isso, há empresas que foram além, e estão dando ótimos exemplos de empatia e solidariedade nestes tempos difíceis: a cervejaria Ambev, por exemplo, agora está produzindo também álcool em gel. Meio milhão de frascos do produto serão enviados gratuitamente para hospitais públicos de três estados brasileiros.

coronavirus peppers ambev alcool em gel

Operadoras de telefonia e TV também estão fazendo a sua parte: a Claro está aumentando a velocidade da internet de seus clientes, e concedendo bônus em pacotes de dados móveis. Net, Sky, Oi e Vivo liberaram o acesso a dezenas de canais de entretenimento, como forma de estimular as pessoas a ficarem em casa para a quarentena.

Além de tudo isso, há, claro, as companhias que adotaram o home office para proteger a saúde de suas equipes. Há uma conversa super bacana entre diversas empresas rolando no Twitter sobre o assunto. Vale a pena dar uma lida na thread.

Diante dos exemplos que trouxemos aqui – e de tantos outros que estão rolando pelo mundo –, podemos chegar à conclusão de que o Novo Coronavírus não afetou a criatividade e a responsabilidade social de empresas e instituições. E de quebra, descobrimos que há muitas empresas que estão mais preocupadas com a saúde das pessoas do que com o dinheiro que entra. E isso sem dúvida restabelece um pouquinho da nossa fé na humanidade, né? 🙂

Branding, afinal de contas, é sobre isso: marcar a vida das pessoas, e construir uma imagem positiva através de ações, atitudes e sensações. Quando o surto do Novo Coronavírus passar e a vida retomar seu ritmo, sem dúvida teremos alguns cases bem legais para estudar!

P.S. aqui na Peppers, adotamos o home office, mas a produção não para. Então, se precisar de uma forcinha para fortalecer a sua marca em tempos de crise (ou não), chama a gente que é sucesso! 😉

2 Comments

  1. Luan

    Nunca visto antes uma coisa dessa.
    Daqui a pouco tudo isso vai passar.

  2. […] Veja a crise como um agente de mudança: na maioria das vezes, pequenas porém importantíssimas atitudes causam um enorme impacto positivo nos consumidores. Como mercados por exemplo, que estão disponibilizando álcool em gel e limitando a quantidade de pessoas dentro das lojas. Essas atitudes que parecem simples, mostram o sentimento de preocupação e cuidado com clientes e colaboradores. Se vocês faz delivery, aproveite e entregue pequenos frascos de álcool em gel junto com os produtos; mande uma cartinha informando que esta compra contribui com o negócio local e assine de próprio punho. Este momento é uma boa hora para fidelizar clientes. […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *