Ambientação x Sinalização: entenda a diferença (e a importância)

Ambientação x Sinalização: entenda a diferença (e a importância) 1

Se você anda acompanhando as postagens do blog da Peppers, sem dúvida já sabe um bocado de coisas sobre criação de logos, definição de personas, redes sociais, tipografia, agora ambientação, sinalização e muito mais.

Mas, como estão os seus conhecimentos sobre PDV?

O PDV —  ponto de venda — é uma parte fundamental do seu negócio, pois é ali que, na maioria dos casos, termina a jornada do cliente. Ele deve se sentir bem recebido, para querer voltar e/ou compartilhar sua experiência com seus amigos, familiares e conhecidos.

Quando se fala em PDV, muita gente logo derrapa por não saber a diferença entre ambientação e sinalização. Se você faz parte deste grupo, relaxe, pois hoje você vai descobrir a diferença!

Ambientação

A grosso modo, ambientação é a decoração da sua loja, aquilo que vai chamar a atenção do seu cliente. Ao se pensar na ambientação, deve-se planejar todo o layout e a arrumação do local, a fim criar um ambiente convidativo, organizado, atraente.

Claro que “decoração” é um termo muito simples para designar algo que, se feito com cuidado, visa atingir o subconsciente dos consumidores. Muito além de organizar seus produtos de forma chamativa ou de colocar para tocar uma playlist da hora, quem se aprofunda na ambientação busca não apenas fazer uma venda, mas proporcionar uma experiência ao consumidor.

Para isso, podemos nos valer de diversos artifícios, que estimulam diferentes sentidos. Sabe como o McDonalds sempre tem cheiro de hambúrguer, não importa a hora do dia? Isso é ambientação: há uma fragrância agindo no ambiente — para despertar fome, água na boca.

Do mesmo modo, lojas de cremes, sabonetes e perfumes costumam ser as mais “cheirosas” dentro de um shopping: elas estão capturando clientes pelo olfato, muito antes deles usarem a visão para identificar a fachada.

Ambientação x Sinalização: entenda a diferença (e a importância) 2
Projeto de ambientação para nosso cliente a Imobiliária Razão.
Ambientação x Sinalização: entenda a diferença (e a importância) 3
Ambientação x Sinalização: entenda a diferença (e a importância) 4

Cores e semiótica

Por falar em visão, as cores também são muito importantes quando o assunto é ambientação. Utilizadas de maneira pensada, as cores tornam-se um importante estímulo visual. Cores têm significados diferentes, transmitem mensagens diferentes, provocam sensações diferentes. E se você não acredita nisso, basta ver como estamos condicionados a obedecer as cores do semáforo.

O vermelho é uma cor forte, chamativa, que desperta a atenção… mas também está bastante relacionada à fome, por isso é comum vê-la em redes de fast food. Já o verde passa uma sensação de conforto e saúde. Branco significa limpeza, pureza, neutralidade. O marrom, por sua vez, traz consigo uma aura meio “rústica”, que combina com móveis e decoração.

Ambientação x Sinalização: entenda a diferença (e a importância) 5
Créditos da imagem: Rodrigo Maciel

Pode parecer besteira, mas as pessoas realmente compram essas ideias (muitas vezes de maneira inconsciente), absorvendo significados de cores e ambientes. Quer uma prova? Estamos na reta final do ano, certo? Então note quanta gente passa o réveillon de branco, em busca de paz, ou de amarelo, em busca de prosperidade. Pode ser só a roupa de baixo (geralmente é), mas que há muito simbolismo na escolha da cor, isso é fato!

Mas voltando ao seu PDV, ambientação é isso: cativar o cliente através de cores, aromas e muitos outros recursos. Ter um espaço limpo, organizado e bem arrumado é o mínimo: com uma ambientação planejada, você vai direto no subconsciente do cliente!

Sinalização

Agora que já debatemos o que é ambientação, vamos para a sinalização, que é um recurso mais direto ao ponto, mas igualmente importante no contexto de localizar, informar e cativar clientes.

A sinalização pode ser definida como um conjunto de recursos visuais que transmitem mensagens para seu cliente. Estas mensagens podem ter várias finalidades. Você pode apenas informar aonde é o provador, por exemplo, ou o elevador. A sinalização pode se valer de ícones universais (tipo bonequinhos de homem/mulher para banheiros) para passar mensagens simples de forma clara e objetiva.

Porém, também é do seu interesse informar ao seu cliente aonde estão as melhores ofertas, as melhores marcas, as novidades e promoções que ele não pode perder! Para que ele encontre tudo isso sem ficar perdido, usam-se recursos de sinalização, que servem para guiá-lo pelo PDV até o que ele quer… ou o que você acha que ele deve querer.

A sinalização também é aplicada por questões de segurança: extintores de incêndio e saídas de emergência devem sempre estar sinalizados e desobstruídos, para serem encontrados (e utilizados) rapidamente em caso de necessidade.

Ambientação x Sinalização: entenda a diferença (e a importância) 6
Ambientação x Sinalização: entenda a diferença (e a importância) 7
Ambientação x Sinalização: entenda a diferença (e a importância) 8

Ou seja…

Na prática, ambientação e sinalização são coisas bem diferentes, mas meio complementares: criar uma ambientação é ótimo para aproximar seu cliente da sua marca, mas ter uma sinalização eficaz é importante para ajudá-lo a se localizar no seu PDV.

No fim das contas, tanto ambientação quanto sinalização são super importantes para a sua marca e o seu negócio, e devem ser pensados e executados com esmero e atenção por quem entende do assunto.
Agora que aprendeu estas diferenças, que tal começar a se planejar para começar 2020 com um PDV renovado? Fala com a gente! 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *